sábado, 10 de outubro de 2009

A ONU E O FALSO NOBEL DA PAZ






















Se algum marciano quisesse formar uma opinião sobre a Terra através da leitura das resoluções da ONU, suas conclusões seriam inevitáveis: 1 Existe um enorme país, chamado Israel, que se dedica principalmente à tortura e ao massacre de inocentes. 2 A ONU é uma organização cuja principal função é promover o julgamento do Estado de Israel. Alguns números que comprovam essa realidade: de março a junho de 2001, Israel foi condenado cinco vezes pela ONU. No mesmo período, a República Popular da China executou 1.781 pessoas, e não foi condenada nenhuma vez. Até a Líbia do tirano Muammar al-Khadaffi foi eleita para presidir a Comissão de Direitos Humanos da ONU. Se alguém acha que se trata de um escândalo, na verdade não entendeu nada. Usando a definição de Hegel, essa escolha é apenas a 'verdade' da ONU: ela revelou seu caráter, o de uma 'honorável sociedade' em prol dos seus interesses. Os exterminios em Darfur, não a interessam. E quando deu o Nobel da Paz para o terrorista Yasser Arafat será que nimguém acordou? Agora outra vez esta mentira, dar uma honraria desta para este que no momento promove 2 guerras no mundo. Husseim Obama pode até enganar as massas, mas lembra daquele ditado popular aqui do Brasil, 'mentira tem pernas curta.' Gente olha a profecia; 'Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão' 1 Ts 5.3. Armagedom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário